Num ano atípico – em que o Salão do Móvel de Milão 2020 foi cancelado – é um alento contar com os lançamentos da Maison&Objet, feira francesa realizada em janeiro. No seu 25º aniversário, o evento explorou tendências de comportamento de consumo das gerações Y e Z: consumidores bem informados, que sonham em viver rodeados pela natureza, por materiais veganos e que defendem uma economia justa e responsável. Além da sustentabilidade, pequenos produtores regionais e mercadorias artesanais com sólidos fundamentos sociais e humanos ganham espaço nesse novo cenário.

FOTOS DIVULGAÇÃO

Double Sconce, de Michael Anastassiades.
Divisória Shelf, de Wendy Andreu, uma dos seis designers considerados Rising Talents.
Humidificador de ar dos Rising Talents Natacha & Sacha. Parte do vidro é um vaso escultural. O disco rígido portátil, feito de cerâmica, tem forma que favorece a propagação natural de ar.
Vasos Contamination, de Mathieu Peyroulet Ghilini, também vencedor do Rising Talents.
Mobiliário de Adrien Garcia (Rising Talent). Grande parte de seus móveis são feitos com carvalhos já derrubados em castelos abandonados.
Radiador divisor de ambientes Brique, de Natacha & Sacha. Feito de tijolos refratários suspensos num trilho elétrico e com tecido térmico Parterre, bordado com fios transmissores de calor.
Pendentes da Concept Verre, conhecida por combinar a pureza do vidro com materiais naturais, como mármore, pedra e madeira.
A feira também relembrou peças de Michael Anastassiades, eleito Designer do Ano da Maison Objet 2020, como o bebedouro público de bronze criado para acabar com o uso de copos plásticos.
Luminárias e mobiliário criado para a Herman Miller por Michael Anastassiades.
Coleção de lustres Móbile, de Michael Anastassiades.
da Handed By. Tampo de bambu e cesto de fibra trançada de plástico reciclado.
Vasos da Epure. De porcelana de Limoges (porcelana de pasta dura produzida por fábricas na cidade de Limoges, França).
Echinid Fakir, da ceramista Bénédicte Vallet Kaolien. Misto de criação têxtil e cerâmica, mistura a porcelana ao cânhamo e linho para dar à luz um objeto raro.
Estante metálica BookShelve Double Pyramid, de Wendy Andreu. Criada em conjunto com Bram Vanderbeke.
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *