2º Prêmio Visual Design
Comercial/Corporativo -Prata

Áreas de convívio equilibradas com salas de trabalho, de modo a tornar o ambiente mais receptivo e oportunizar trocas entre os colaboradores, é apenas uma das características que fazem desse escritório de advocacia um novo conceito em projetos corporativos. Localizado em uma das esquinas mais nobres da cidade de Porto Alegre, no décimo andar do renomado e recém-inaugurado edifício comercial JBZ, concentra outras soluções que quebram a imagem tradicional dos antigos imóveis comerciais.

Mesa esculpida pelo artista e designer gaúcho Tomas Graeff, equipada com poltronas Saarinen de couro caramelo.
A lâmina de nogueira americana reveste todas as paredes da sala de reuniões, trazendo calor e aconchego.

A começar pela distribuição de espaços. Nos 520m², salas envidraçadas, corredores largos e muita integração. A divisão é dada de acordo com temáticas diferentes, segundo os vários tipos de direito praticados, que vai do tributário ao internacional. E ainda conta com cinco salas de reuniões, três grandes e duas compactas. “Os sócios são advogados renomados no mercado gaúcho, buscavam uma sede que representasse a linguagem inovadora e de excelência com que trabalham com o direito, fugindo de padrões e chegando a algo mais aberto, permeável e conectado. As estratégias adotadas criam um espaço de forte identidade, elegante e atemporal”, conta o arquiteto João Pedro Crescente, que assina o projeto de interiores e desenho de móveis fixos. O luminotécnico é de Cristina Maluf.

Na sala compacta, a TV fica sobre o painel ripado de alumínio fosco Radiatore.

A composição de acabamentos claros e escuros oferece a perfeita harmonia entre os tons. Para formar esse cenário atemporal, foram especificados materiais nobres, como lâmina de madeira natural nogueira americana, mármore nero marquina e painéis ripados metálicos, mais inusitado e com caráter tecnológico. “Escolhemos deixar toda a estrutura e a infraestrutura do escritório aparente, que é intensificada por uma luminária linear que percorre todas as circulações”, completa Crescente.

Esquadrias de perfil preto com design mininalista conferem privacidade às salas envidraçadas quando necessário.
A combinação de preto, metal, vidro e madeira garante uma linguagem mais quente e inovadora ao negócio.
O piso vinílico amadeirado de alto tráfego foi aplicado nas circulações, onde o teto fi cou com a estrutura aparente iluminada por uma luminária linear que percorre todas as circulações. Dentro das salas, carpete corporativo.

FOTOS MARCELO DONADUSSI

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *